• Brayner Tecnologia

O futuro do monitoramento




Segurança eletrônica vai além de instalar câmeras, as características e a escolha de cada equipamento é fundamental para atender a necessidade e objetivos da empresa. A viabilidade do projeto ideal de segurança, necessita de uma visão técnica especializada e objetiva para dar efetividade e eficiência ao sistema, evitando quaisquer prejuízos e perigos aos negócios.

A popularização das tecnologias de monitoramento e vigilância que permitiram visibilidade total do ambiente em tempo real, tais dispositivos por si só podem não cumprir as funções de segurança em sua totalidade sendo necessário portanto um sistema conectado, interligado e interativo para dar eficácia a solução. Câmeras inibem ações mas somente isso é o suficiente para um investimento? A integração de tecnologias de segurança através da internet das coisas permite automatizações que atenderão as mais variadas demandas da empresa e das residências e potencializarão os investimentos feitos no sistema.



Problemas comuns do CFTV



As imagens geradas pelas câmeras de segurança fixas em geral são repetitivas acelerando assim o processo de redução da capacidades de concentração e de foco. Motivo?

Simplesmente é um fator inerente a natureza humana que ao longo da evolução nossos corpos para se adaptar as mudanças naturais, economizam energia limitando o gasto e o órgão dos mais afetado por este fato é justamente o que mais precisamos para tomar decisões cruciais, o cérebro. Estudos apontam que após 12 minutos a redução dos fatores de processamento e foco é de aproximadamente 45%, em 22 minutos a deficiência alcança 95% e é consequência da falta de interação com as imagens, a repetição leva as nossas funções biológicas a poupar energia reduzindo as atividades cerebrais, diminuindo assim detalhamento, precisão e retardo ao tempo de resposta. Sendo uma das únicas saídas de processos mais interativos de segurança permitindo maior entrosamento entre o profissional e a máquina.

O avanço das tecnologias analíticas significou podendo atender as demandas mais específicas das empresas.

As razões para implementar o fator analítico no monitoramento e vigilância de ambientes estratégicos está relacionada com as limitações humanas. Como acabamos de ler nossas mentes não tem capacidade de manter-se em funcionamento total por muito tempo e geralmente levamos alguns minutos para perder concentração e foco, momento em que nossa visão e capacidade de processamento de informações fica prejudicada, é neste instante que ocorrem os incidentes que em muitas das vezes geram prejuízos.





As possibilidades de aplicação de ferramentas analíticas para aumentar a interação entre homem e máquina depende do objetivo do negócio, temos lojas e supermercados elaborando estratégias com dados de trânsito de clientes na loja determinando locais mais propícios a campanhas, promoções e outras ações de marketing. Em ramos que demandam maiores exigências de segurança como, bancos e embaixadas as ferramentas analíticas podem analisar abandono de objetos, coibir invasões e sabotagens e até mesmo avisar caso tirem alguma coisa do lugar através da comparação entre quadros, mecanismos para deixar o trabalho do vigilante mais dinâmico e interativo, evitando a redução das capacidades cognitivas. Outra saída é a inserção da internet das coisas para integrar e automatizar as funções de segurança de forma a reduzir o tempo de resposta para tomada das ações necessárias possibilitando redução drásticas nas necessidades de interferências humanas, por exemplo, em casos de quebras nos protocolos de segurança as ações podem ser tomadas antes mesmo da sala de monitoramento comunicar o colaborador mais próximo, a própria câmera na quebra de regra previamente configurada, acionaria as ações necessárias no local, como acionando o travamento das portas, catracas ou alarmes. Há inclusive aplicações que permitem reduzir custos em condomínios e empresas, com o reconhecimento facial é possível que as funções de portaria sejam feitas automaticamente sem a necessidade de chaves ou botões, as portas se abrindo automaticamente ao reconhecer o rosto ou a placa do carro.

Estas tecnologias há muito já são usadas no mercado, consultorias com experiência podem implantá-las de forma eficiente em qualquer lugar de acordo com suas necessidades.



Como elaborar um plano de contingência de segurança





Um bom planejamento prévio é fundamental para o sucesso da solução de segurança, analisar as necessidades, políticas e vulnerabilidades de sua empresa é o primeiro grande passo neste processo, por esse motivo é essencial passar por algumas etapas o ciclo PDCA( Plan, Do, Check, Act) é muito útil para formular de forma efetiva um plano com mínimos de falhas. Muitas empresas terceirizam os serviços de segurança e isso pode ser como entregar as chaves da empresa pensando estar segura por nunca terem sofrido ocorrências, porém é provável que esteja prestes a sofrer ou sofrera sem ter sido devidamente relatado ou percebido. Por esse motivo o plano de contingência deve partir de dentro para manter para manter a integridade física, financeira e estrutural da empresa e dos funcionários.

1º Estudo de perfil: Características como localidade, porte, ramo de atuação entre outras devem ser levadas em conta quando elaboramos um plano de segurança, cada empresa tem suas particularidade e vulnerabilidades que precisam ser observadas minunciosamente visando a implementação.


2º Estratégias de prevenção: A forma mais eficaz de segurança está na prevenção de ocorrências, câmeras, alarmes e vigilantes podem inibir quebras de segurança, a sensação de estar sendo vigiado é um empecilho para pessoas mal intencionadas.]


3º Campanhas internas: A comunicação interna ainda é um componente crucial para a segurança e é dela que surgem diversos problemas, pouco adianta fazer investimento pesados em sistemas complexo se a seus colaboradores faltam informações básicas como quem e que tipo de permissão cada um possui.



Brayner e seu sistema de segurança




Nossa empresa conta com um portfólio extremamente variado, clientes de varias verticais de negócios, tendo elaborado diversos planos de segurança e monitoramento.

O projeto mais notório foi a implementação de um sistema integrado de comando e controle na vila militar em Deodoro durante o período olímpico no Rio de Janeiro, no vídeo ao lado pode ver a importância desses projeto para o sucesso do evento. ( Leia mais sobre esse case de sucesso clicando aqui)

Possuímos como parceiros os maiores fabricantes de segurança do mundo, compondo um portfólio amplo e integrado de video monitoramento e controle de acesso, resultando em projetos mais eficazes com menos custo de aquisição e operação.


Nossa parceria com a Hanwha Techwin oferece câmeras de monitoramento com tecnologia de ponta. Recentemente adquiriu a divisão fabril de fabricação de câmeras de segurança da Samsung e elevou o nível de qualidade do material produzido, hoje contamos com 5 séries de câmeras com preços e qualidades diferentes voltados as necessidade e objetivos de nossos clientes.


Se deseja ler mais sobre o assunto, baixe agora mesmo o e-book sobre a importância do monitoramento clicando aqui.

57 visualizações

© Copyright ©  / INPI - 1996 ~ 2020 Brayner Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle

Ao preencher qualquer formulário no site ou no Linkedin da empresa seus dados estão totalmente protegidos.

Leia nossa política de privacidade.